“O grupo me ajudou em vários sentidos. Primeiro que parei para me escutar. Vim de um diagnóstico de depressão pós-parto e foi bom me conectar com outras mães que encontravam dificuldades nesse tão novo maternar. Seja com o parceiro, com as novas responsabilidades, desabafar e escutar experiências parecidas somam muito. Sempre digo que a maternidade é solitária e o grupo me fez ver que tudo bem ter me sentido daquele jeito naquele período que eu vivia…eu não era uma mãe ruim por isso…agradeço ao grupo e à Paula pela oportunidade.”