Ouvimos tanto falar sobre a depressão pós parto em mães e tão pouco em pais, que
muita gente nem sabe que ela existe.  Porém, ela é mais comum do que se imagina.


Estima-se que em cada dez homens um terá depressão pós parto. Segundo um estudo
de Paulson J. e Balzemore S. D., 2010, Jama (fonte Instituto Gerar), 10% dos homens
apresentam depressão pós parto, ou seja, quase a mesma porcentagem de mulheres.  A
maior incidência é no periodo em que o bebê está por volta do terceiro e sexto mês de
vida, o que pode estar associado ao fato de que  costuma ser o periodo onde muitos
pais começam a ter uma participação mais ativa nos cuidados com o bebê.


Assim como a mãe, o pai também vivencia medos, angústias, inseguranças e
sentimentos ambivalentes em relação a paternidade. Quando estas vivências se aliam
a outros fatores como, por exemplo, já ter tido episódios de depressão em algum
momento da vida, estar em crise no relacionamento e estar com problemas pessoais
ou profissionais, a tendência a ter depressão pós-parto é maior.


É mais difícil perceber a depressão pós parto em homens do que em mulheres.
Enquanto a mulher apresenta uma falta de energia muita vezes não conseguindo
realizar atividades básicas do dia a dia, o homem procura se ocupar de alguma outra
atividade em excesso que o faça se ausentar dos cuidados com o bebê, alguns
exemplos são trabalhar ou estudar muito mais que de costume,  ocupar seu tempo com
atividades fora do lar e beber em excesso, muitas vezes essas atitudes vão mascarando
a depressão. É importante ressaltar que não é algo consciente, na maioria dos casos o
homem não entende o que está acontecendo e o que está sentindo.


Além disso, podem surgir outras atitudes comuns da depressão como irritabilidade,
mudança brusca de humor, tristeza, desinteresse por atividades cotidianas, medo de
causar mal ou não se sentir capaz de cuidar do bebê.


Lembrando que historicamente o homens foi ensinado a não falar de seus
sentimentos, não chorar, ser forte e prático. Por isso, hoje em dia ainda é muito
comum os homens terem dificuldade em expor e até mesmo entender o que estão
sentindo.


Portanto, é importante lembrarmos de ter um olhar também para o pai no período pós
parto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: